Uma pausa

Sempre quando chega o mês de dezembro sinto uma profunda necessidade de me recolher. Me parece que as energias de final de ano, sobrecarregada com a pressão de ter, fazer ou parecer me angustiam…

No final de 2019, não foi diferente. Eu estava me sentindo exausta e com vontade de fazer igual a um tatu: cavar um buraco na terra e só voltar no ano novo. O ano mudou, janeiro de 2020 chegou, e minha vontade ainda era de permanecer no buraco. Senti que a vida estava me cobrando decisões, escolhas e ações… Mês de janeiro se arrastou. Chegou fevereiro e eu ainda me desculpando pra mim mesma: “no carnaval vou me reorientar e voltar à ativa.” Chegou o carnaval, e nada… Mal sabia eu que já estava vivendo uma quarentena interna.

Senti um chamado de revisão da vida e uma certa descrença na possibilidade de realmente construir algo novo sob as estruturas velhas. Quando 2020 começou eu não fazia a menor ideia do que faria, nem do que viria, nem o que seria da minha vida, muito menos com a Universidade do Ser.

Fazendo aqui a retrospectiva, eu fiquei com vontade de te escrever. O ano de 2020 despertou em mim o senso de missão.

Aqui, eu explico melhor:

Primeiro, a missão que conectava com a minha essência, pois estava vivendo uma tremenda crise financeira, muito antes da pandemia, e por consequência uma crise de confiar nas minhas capacidades.

Segundo, e talvez não nessa ordem, o senso de missão de que o meu trabalho com o projeto Universidade do Ser tem um papel a desempenhar no cenário coletivo.

Essas duas linhas precisavam caminhar de maneira paralelas, não havia espaço para me distrair numa curva. Foi assim que construí todo o meu movimento durante o ano de 2020. Brinco que peguei ar e simplesmente fui com esses dois objetivos muitos claros na minha mente:

1- Preciso oferecer condições para que a Universidade do Ser cumpra o papel de apoiar e provocar o despertar interno durante a travessia.

2- Preciso criar as condições financeiras necessárias para ancorar a minha vida na matéria, com a consciência de que eu sou a única responsável pelo meu sustento como adulta. Friso isso porque pode parecer obvio, mas emocionalmente muitas vezes não é.

E foi assim que, através da Universidade do Ser e parcerias, pude (re)existir em 2020, com realizações tão importantes. Vou te contar um tanto do que fizemos do lado de cá:

As últimas turmas dos cursos de “As Bases das Comunicação Não-Violenta e CNV Sistêmica”, com o prof. Marcelo Pelizzoli. E a última turma do curso “Constelação na Prática do Cotidiano – O Jogo da Vida”, com Ana da Fonte. E a terceira turma do curso “Psicologia do Self e Nossas Personas”. Criamos e lançamos um intensivo aberto lindoooo para o lançamento do curso “Como Chegar ao Eu Profundo”, com o prof. Marcelo Pelizzoli, meu grande parceiro nessa missão em 2020.

Além dos cursos mencionados acima, também criamos o Programa “Caminhos da Maturidade”, nossa menina dos olhos, que também contou com a colaboração da querida Andrée Samuel e o curso “Os 5 Passos de Transformação de Conflitos Internos e externos”, pois era mais que necessário, né?!

Teve também 16 encontros abertos e gratuitos do “Grupo de Acolhimento: Confinamento, Conflitos e CNV e ” que mantivemos, eu e o generoso prof. Marcelo Pelizzoli, de abril a junho, com encontros semanais, e depois até setembro com encontros mensais. E dois grupos do “Precioso Caminho do Bardo Thodoll” e do “Vir a Ser” com Barhô Nigro, além das práticas abertas do TonGlen.

E ainda consegui fazer a formação em terapeuta Maha Lilah e mais quase 20 atendimentos individuais em doação por tantas dádivas recebidas em 2020.

E por que estou contando tudo isso para você?

Para dizer que, não importa o que esteja acontecendo na sua vida nesse fim de ano, existe um só caminho e ele é pra dentro: escute-se! assuma suas reais necessidades! Dedique-se ao chamado da sua alma e tenha a certeza incerta de que “tudo ficará bem!”.

Mas, bem do jeito que precisa ser. Entende? Isso não quer dizer que a travessia seja gostosa… mas, de coração, nada pode ser mais dilacerante do que estar apartarda da sua alma, do seu centro de força espiritual, do sentindo de existir…

Reconecte-se!

Esse é o meu desejo mais profundo para cada um que está aqui e acompanhou esse ano tão desafiador e continua acompanhando o movimento da Universidade do Ser.

Durante os próximos dias, também farei uma pausa para me ouvir, escutar o que a minha alma e a alma desse projeto pede de alinhamentos para o final e início desse ciclo.

Cuidem-se! Com amor!

Elza da Paixão Nunes <3

Compartilhe:
+9
8 Comentários
  • Valcilene Rodrigues
    Postado às 10:42h, 26 dezembro Responder

    Texto lindo!! Parece que estou vendo você falar Elza!!! Sou muito grata por fazer parte dessa caminhada no grupo “caminhos da maturidade”!! Foi uma grata surpresa nesse ano tão difícil.

    +1
    • Elza
      Postado às 13:56h, 13 janeiro Responder

      Foi uma alegria pra mim caminhar contigo, nesses Caminhos da Maturidade, Valcilene! Que a vida seja um repente, de Consciência, Leveza e Harmonia… Abração!

      0
  • Íria de Fátima Tavares de Melo
    Postado às 11:04h, 26 dezembro Responder

    Parabéns Elza por escutar a sua alma!!Abraço no seu coração!

    +1
    • Elza
      Postado às 13:57h, 13 janeiro Responder

      Obrigada pela escuta e abertura Íria!Receba um fraterno abraço também! <3

      0
  • Glauria Maria Costa Leite
    Postado às 11:06h, 26 dezembro Responder

    Muito lindo seu depoimento Elza,me tocou bastante suas palavras,e realmente é o que preciso.Descobri a Universidade do ser,e você nesse ano,no curso de Bartho,que vocês deram,e ssisti alguns vídeos de CNV,amei.
    Espero está mais presente a vocês.
    Amei o texto e principalmente quando você diz “DEDIQUE-SE AO CHAMADO DE SUA ALMA,W TENHA A CERTEZA INCERTA DE QUE TUDO FICARÁ BEM.
    FELIZ ANO NOVO.

    Um prospero ano novo para todos nós

    +1
    • Elza
      Postado às 13:59h, 13 janeiro Responder

      Bom saber que ressoou em você, Glauria!Esse tem sido meu principal (e não tão fácil) aprendizado… “Dedicar-me ao chamado da Alma”. Seguimos em sintonia! As melhores vibrações para o novo ciclo! Abraços

      0
  • ANA ELIZABETH PERRUSI DO AMARAL
    Postado às 18:19h, 29 dezembro Responder

    So tenho de agradecer , Elza e a Universidade do Ser pelas mais diversas contribuições no sentido de melhor conhecer e cuidar da nossa alma.Grande valia para que nessa transformação adquirida posamos tb. plantar uma sementinha diante do nosso próximo e assim crescermos juntos. Pois somos todos UM.Conte comigo no ano de 2021.Paz e bem.

    0
    • Elza
      Postado às 14:01h, 13 janeiro Responder

      Ana, querida! Sigo nessa premissa de “entregar o que já está disponível com o que transborda, acrescido dessa conexão amorosa, com parceiros que vibram na mesma frequência”. Obrigada pelo apoio e presença genuína! Forte abraço, amiga!

      0

Poste um comentário